quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

RESENHA: Sonhei que amava você

Ele estava vivo nos meus sonhos. E que sonhos! Mas era pouco. Eu queria ele na minha vida. Uma história cativante e inesquecível, cheia de mistérios e perguntas a serem respondidas. Pode um grande amor existir somente enquanto sonhamos? Kira, aos 22 anos, está apaixonada, vivendo um momento único de amadurecimento pessoal e profissional. Quem é o sedutor garoto que transforma suas noites em poesia e êxtase? Mas, apesar do maravilhoso momento que está vivendo, a garota terá que enfrentar obstáculos e barreiras. Mas sabe que a vida reserva o melhor para o final. Um convite para dar asas à imaginação e aquecer o coração.

A temática de sonhos abre um leque de possibilidades que a autora soube aproveitar muito bem. Usando os sonhos da Kira, ela vai montando um romance que tem tudo para ser leve e cheios de boas lembranças até que, em determinado momento, a autora resolve nos surpreender. De romance e mistério para um livro que apresenta um pouco de suspense, ação e drama. Não vou mentir: eu gostei bastante disso, sempre me animo mais com essa combinação do que ter romance o tempo todo.

A narrativa em primeira pessoa e o fato do livro se passar no Brasil, aumentam a identificação com o leitor, assim como a rotina inicialmente muito normal da Kira. Os sonhos são bem narrados e as referências a lugares, livros e músicas só deixam o enredo mais interessante.

O livro também trata das relações familiares da Kira e o fato da família não ser perfeitinha me agradou, assim como eles não terem medo de demonstrar quanto se amam. Todos os personagens são bem desenvolvidos, desde o casal de protagonistas, que foram se envolvendo aos poucos, como os secundários. Eu gostei do Cadu e do Cafa, irmãos da Kira, e suas personalidades.  A autora conseguiu me deixar morrendo de raiva de uma personagem e não teve sequer um momento que eu simpatizei com ela. Creio que esse era o objetivo, então a Tammy pode se dar por satisfeita, a Jalma foi odiada com gosto.

Pontos que não gostei? Alguns diálogos me pareceram deslocados em relação a determinadas situações, perdendo um pouco da naturalidade que deveriam ter. Não é nada que comprometa o enredo, nem desmereça o livro, mas quebrava um pouco o ritmo da leitura que até então flui muito bem. E eu queria muito ter acompanhado mais um certo casal secundário...

Uma coisa bastante legal sobre o livro é que a seleção da capa foi feita pelos próprios leitores. Achei a iniciativa da Valentina muito válida, assim como o trabalho gráfico mais uma vez está muito bom. O livro é bom e é uma boa pedida para quem gosta de romance.

Sobre o livro:
ISBN: 9788565859455
Autora: Tammy Luciano
Editora: Valentina
Ano: 2014
Páginas: 296

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

RESULTADO: O sangue do Olimpo



Oi, gente!

Saiu o resultado do sorteio do livro "O sangue do Olimpo" realizado em parceria com a editora Intrínseca.

a Rafflecopter giveaway


Parabéns Francini! Você tem 72 horas para responder o email, caso contrário, outro sorteio será realizado. O envio do livro é de responsabilidade da editora.

Obrigada a todos que participaram!





quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

RESENHA: Enquanto a chuva caía

“Erik não procura mais a garota dos seus sonhos. Vive em busca de adrenalina e de uma razão para continuar cumprindo tarefas obscuras. Ele sabe que é muito bom no que faz e não vê nada que possa ser melhor do que os seus dias repletos de perigo. O que Erik não esperava é que sua paixão por correr riscos seria a sua ruína. Ameaçado, ele precisa fugir para o exterior e viver disfarçado de cidadão comum, trabalhando como advogado em uma grande empresa. Marina comanda o império da família depois de seu pai ter sucumbido ao mal de Alzheimer. Precisa suportar ver os pais tombarem diante da ação implacável do tempo, enquanto ainda carrega a ferida provocada pela morte do jovem marido. Com o comando das empresas nas mãos, ela percebe que nem todas as atividades da corporação obedecem aos manuais de boa conduta. Quando ambos se encontram, presente e passado se misturam, dando início a um mistério arrebatador que os atrai a uma paixão incontrolável. No entanto, os segredos, cedo ou tarde, virão à tona e os colocarão em lados opostos da balança. Nenhum dos dois é inocente, mas será que eles aceitarão as verdades que tanto se empenham em esconder? É possível construir um futuro mesmo depois de descobrir que nesta história não há mocinha nem herói?”

Este foi um dos poucos livros que li sem ao menos me preocupar em ler a sinopse. Tinha curiosidade de ler algo da autora desde  o lançamento de ‘Sob a luz dos seus olhos’ que foi muito bem aceito na blogosfera quando lançado. E claro que 'Enquanto a chuva caia' não foi nada do que eu imaginei ser. Esperava um romancezinho água com açúcar e me deparei com romance/suspense/ação e um ‘policial’ bem atípico. Tudo junto e bem misturado. Foi uma leitura bem inesperada.

A primeira característica que chamou minha atenção na escrita de Christine M. foi exatamente o inesperado. Ela nos surpreende do inicio ao fim e quando começamos com as nossas suposições nenhuma delas parece estar correta. Além do mistério que ela nos apresenta sobre a empresa e a vida de Marina o livro tem uma pegada de ação girando em torno de Erik. Ele sabe bem como nos distrair com suas investigações e vida misteriosa. Os tais envelopes que ele recebe de quando em vez de um homem misterioso ao telefone mantêm nossa curiosidade ainda mais ativa. Isso sem contar com o fato de o leitor não saber em qual padrão de conduta o personagem se enquadra. Mocinho, vilão, os dois?!

Gostei bastante da narrativa, ela flui rapidinho, o vocabulário é de fácil entendimento e não há maiores complicações durante a leitura. A narrativa é intercalada entre Erik e Marina o que colabora ainda mais com o leitura, possibilitando ao leitor enxergar o enredo pelos dois pontos de vista. Mais um ponto positivo para a autora. Mas como nem tudo são flores o que me frustrou foi o final da obra. No meu entendimento foi meio corrido. Acho que a autora poderia ter nos dado maiores esclarecimentos sobre o desfecho da historia e sobre o papel de uma certo personagem no final. Os motivos dele agir de tal forma, o porquê de tais atos e por ai vai. Porém, provavelmente, essa insatisfação deve ser um vicio de fãs de suspense que ando desenvolvendo ultimamente o.O

Recomendo, especialmente por se tratar de uma estória escrita por autora nacional. Vamos prestigiar nossos escritores porque tem muito talento escondido por aí. <3 E só a titulo de 'detalhes' de uma romântica incorrigível: morrendo de amor até agora com um certo bilhete. #suspiros 

Sobre o livro:
Título: Enquanto a chuva caia
ISBN: 9788581634470
Autor: Christine M.
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 288
Site oficial da autora (aqui)

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

RESENHA: O Desafio de ferro (Magisterium - Livro 01)

AMIGOS E INIMIGOS. PERIGO E MAGIA. MORTE E VIDA. A maioria dos garotos faria qualquer coisa para passar no Desafio de Ferro. Callum Hunt não é um deles. Ele quer falhar. Se for aprovado no Desafio de Ferro e admitido no Magisterium, ele tem certeza de que isso só irá lhe trazer coisas ruins. Assim, ele se esforça ao máximo para fazer o seu pior... mas falha em seu plano de falhar. Agora, o Magisterium espera por ele, um lugar ao mesmo tempo incrível e sinistro, com laços sombrios que unem o passado de Call e um caminho tortuoso até o seu futuro. Magisterium - O Desafio de Ferro nasceu da extraordinária imaginação das autoras best-seller Holly Black e Cassandra Clare. Um mergulho alucinante em um universo mágico e inexplorado.

Estava ansiosa para ler "O desafio de ferro" porque sou fã da Cassandra Clare (você estão cansados de saber disso, não é?) e porque a Holly Black me deixou curiosa quando li "Boneca de ossos" e valeu muito a pena encarar esta nova série.

A primeira vista vai ser impossível não tecer comparações com alguns aspectos de Harry Potter e Percy Jackson, mas fica por conta do desenvolvimento e das reviravoltas do enredo mostrar que a obra dessas duas autoras tem um sentido próprio. As imperfeições dos personagens, em especial o protagonista Call, já nos mostra que nem tudo é o que parece e até mesmo o fato do Callum não ser exatamente a pessoa mais brilhante do grupo reforça esse aspecto.

Gosto da ênfase que as autoras dão a amizade de Call, Aaron e Tamara e como os três vão modificando suas atitudes e fortalecendo o vínculo entre eles. Cada um com sua história e com seus próprios problemas, vamos conhecendo a personalidade deles e nos identificando. Também é bom ver os relacionamentos dos três com os outros alunos do ano de Ferro.

O Mestre Rufus pra mim pareceu um Sr. Miyagi (Karate Kid), só que com magia. Ele ensina da sua própria maneira e, aparentemente não tem nada de especial no que é feito, até que as horas perdidas se mostram muito úteis e indispensáveis. Adorei o personagem.

Eu sabia que a Cassandra Clare adora nos surpreender, mas parece que a Holly Black também ama fazer isso. Fiquei chocada nas últimas páginas, foi muito bom ter aquele tipo de surpresa, apresentou várias possibilidades para o desenvolvimento dos personagens no próximo livro. A narrativa também foi muito boa e confesso que não tive a impressão que duas autoras estavam escrevendo, foi bem constante, e fez o que toda boa série tem que fazer: deixar o leitor ansioso pelo próximo livro. Já posso chorar pelo segundo volume?

Sobre o livro:
ISBN: 9788581635576
Série: Magisterium
Livro: 01
Autoras: Cassandra Clare e Holly Black
Editora: Novo Conceito
Selo: #irado
Ano: 2014
Páginas: 384
Book trailer:

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

RESENHA: Olhos de raposa

A Coleção Pedaços de Vida apresenta a biografia do olhar paterno. Nas crônicas temos Fabrício Carpinejar às voltas com os filhos Mariana e Vicente. São memórias da vida com os filhos, dos sentimentos despertados pela paternidade. 

Eu nunca tinha lido nada do Fabrício Carpinejar (eu sei, sou uma pessoa atrasada), então foi uma surpresa pra mim gostar tanto de "Olhos de raposa", já que não sou a pessoa que mais lê e admira crônicas. Obviamente não falarei de todas, mas sim das que mais me chamaram a atenção.

"Constrangendo de ternura" foi uma das crônicas que mais me emocionei e o Carpinejar mostra sua ligação com a filha Mariana de uma forma tão bonita e sincera que foi impossível não terminar de ler com os olhos ardendo.

"A bolha coletiva" fala do protecionismo que acomete os pais de hoje. Achei lindo porque reconheci no texto coisas que primos menores de 10 anos e minha afilhada passam (até mesmo por culpa minha): aquele momento que o pais protegem tanto que tiram a experiência de crescimento, o aprender que o cair e levantar nos trás.

"O primeiro gol de meu filho" foi divertido e belo ao mesmo tempo, com o Carpinejar admitindo que se transformou em um pai treinador e como quase estragou a experiência do filho Vicente.

A felicidade é o assunto principal da crônica "Fábula infantil para adultos". Achei interessante como ele demonstra que fazer as outras pessoas felizes não quer dizer necessariamente ser feliz também. Claro que se tem uma parcela de satisfação, mas ainda sim pode não ser o suficiente.

E por fim "Olhos de raposa" que dá nome ao livro e fala sobre saudade e é meu preferido, pois me identifiquei muito e me emocionei na mesma proporção.

O livro faz parte da coleção "Pedaços de Vida" que fala um pouco da vida familiar do autor. Para deixar tudo ainda mais bonito temos algumas ilustrações de Ana Pez. Como disse no começo da resenha, foi meu primeiro livro do Carpinejar e eu realmente gostei da sua escrita e da perspectiva dele sobre coisas tão simples, mas que podem nos trazer grandes lições. Com certeza vou ler mais livros do autor.

Sobre o livro:
ISBN: 9788566470451
Coleção: Pedaços de Vida
Autor: Fabrício Carpinejar
Editora: Edelbra
Ano: 2014
Páginas: 128

SORTEIO: A escolha do coração + resultado


Olá, pessoal!

E o último sorteio do ano vai ser do livro "A escolha do coração". Para participar tem que comentar em pelo menos uma resenha postada no mês de dezembro, ok? E seguir as regras abaixo, lógico!

- Comentar numa resenha postada no blog no mês de Dezembro (comentário com conteúdo, não só: "vou ler", "adorei a resenha", etc);
- Morar em território nacional;
- Curtir a página do blog no facebook;
- Para chances extras, seguir o formulário.

a Rafflecopter giveaway


Vamos conhecer o ganhador do sorteio "Louco por você"?

a Rafflecopter giveaway


Parabéns, Elizabeth! Enviaremos um email e você tem 72h para responder, caso contrário outro sorteio será realizado.

Dúvidas, deixar nos comentários.

Abraços e boa sorte!

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

SOPA PRIMORDIAL: TAG Séries e Sopa de Séries #09


SOPA PRIMORDIAL

Ingredientes:

3 xícaras de LIVRO
1 MANGÁ
3 HQs
1 MÚSICA
2 colheres de chá de SÉRIES
3 colheres de chá de FILMES
1 colher de sopa de GAMES




Olá!

Mais TAG e mais vídeo sobre séries no ar!

Visite o site do Sopa Primordial.

Curta nossa página no Facebook

Nos siga no Gplus 

Inscreva-se no canal no YouTube 

Nos siga no Twitter

Nos siga no Instagram





Beijos!

Monique

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

SORTEIO: O sangue do Olimpo



Oi, gente!

Já contei aqui o que achei do último livro da série "Os heróis do Olimpo" e em parceria com a Editora Intrínseca, vamos sortear um exemplar de "O sangue do Olimpo". Para participar é só seguir as regras abaixo:

- Curtir a página do blog no facebook;
- Curtir a página da Intrínseca no facebook;
- Comentar da resenha de "O sangue do Olimpo";
- Morar em território nacional.

Chances extras:
- Seguir o twitter do blog;
- Seguir o twitter da Intrínseca;
- Twittar a frase do sorteio;
- Comentar nas resenhas do outros livros da série.

a Rafflecopter giveaway


O sorteio termina dia 14/12. Qualuqer dúvida é só falar nos comentários!

Boa sorte!



quarta-feira, 19 de novembro de 2014

RESENHA: O sangue do Olimpo (Os heróis do Olimpo #5)

Depois de enfrentarem as mais penosas missões, Percy Jackson e os outros tripulantes do Argo II ainda precisam encarar a pior de todas: chegar a Atenas a tempo de impedir que Gaia, a Mãe Terra, desperte. A Atenas Partenos irá para o oeste, enquanto o Argo II seguirá para leste. Os deuses, ainda sofrendo com a dupla personalidade, não podem ajudar. Como os semideuses conseguirão vencer sozinhos um exército de gigantes e impedir uma guerra entre os acampamentos? A viagem para Atenas é perigosa, mas não há outra opção. Eles já sacrificaram muito para chegar aonde estão. E, se Gaia despertar, será o fim.

Vamos para mais uma resenha sobre livros do Rick Riordan? O autor escolhe dois caminhos para nos contar sobre esta última aventura: três semideuses que estão a bordo do Argo II e dois que, até então, não tinham seu ponto de vista explorado pelo autor e são responsáveis por nos mostrar a segunda linha de ação. Foi uma escolha bastante acertada, pois ter o olhar de Reyna e Nico sobre essa aventura com certeza deixou tudo mais interessante, principalmente a amizade que cresce entre eles, e me fez gostar ainda mais do filho de Hades.

Um dos pontos que mais gostei sobre o livro foi sentir que ele é mais sobre as descobertas pessoais e enfrentar suas próprias questões do que exatamente a aventura e a tarefa de deter Gaia. Os fantasmas do passado de Reyna e Jason, a confiança da Piper, a auto aceitação do Nico, a coragem e determinação do Leo, tudo isso é explorando conforme eles tentam evitar que a Mãe Terra seja despertada.

Não sei se eu já comentei em outra resenha, mas a Piper é a personagem que menos simpatizo (gosto dela, mas ela nem chega perto de ser uma das minhas preferidas). Sua participação neste livro está ótima, com toda certeza, mas não vou mentir: adoraria que no lugar dela fosse Percy ou Annabeth. De qualquer forma os dois são bem representados através do ponto de vista dos outros personagens e, juntamente com Nico, protagonizaram uma das cenas mais engraçadas desse livro.

E sim, o final foi impactante e fez jus a série. Achei por um momento que ele deixaria de nos dar algumas respostas, mas ainda bem que me enganei! Sem falar que eu jurava que o semideus que teria o maior fardo de toda a missão seria um e foi outro, e eu amei isso! Adoro surpresas.

Rick Riordan é um autor que admiro bastante e sempre fico impressionada como ele repete a fórmula, mas sempre consegue surpreender e ainda insere referências pops no seu enredo (Doctor Who, Jogos Vorazes, Aquaman... esse último nem preciso falar com quem foi!). A verdade é que vou sentir falta dos personagens e fico agora com aquela ansiedade básica para ler a nova série "Magnus Chase e os Deuses de Asgard". Só eu fiquei curiosa com o sobrenome do garoto? E que venha 2015!

Sobre o livro:
ISBN: 9788580575958
Série: Os heróis do Olimpo
Autor: Rick Riordan
Volume: 05
Editora: Intrínseca
Ano: 2014
Páginas: 432

A série "Os heróis do Olimpo":
05 - O sangue do Olimpo

domingo, 16 de novembro de 2014

Lemos na Fábrica: Outubro 2014



Outro mês com as leituras indo devagar. Vamos conferir?


A invenção de Hugo Cabret, Brian Selznick: Achei lindo demais esse livro. O enredo, as ilustrações, a mensagem. Por que não li antes?

Para onde ela foi, Gayle Forman: Melhor que o primeiro livro, me impressionei como achei o ponto de vista do Adam mais interessante. Confira a resenha aqui.

Intenso Demais, S.C. Stephens: Gostei do livro, mas não me conquistou como eu ache que faria. Também já foi resenhado aqui no blog.


Também não li tantos mangás como gostaria, mas foram ótimas leituras.


Psychic Detective Yakumo #10: Adorando saber mais sobre o Yakumo e sobre a Haruka! Como se termina um volume de mangá desta forma? Quero o 11 para ontem!

Kimi ni todoke #21: Ainda com as escolhas de universidade em foco, vemos os personagens considerando outros fatores além dos amorosos.


Rurouni Kenshin #22: Nosso samurai continua na batalha contra mais um inimigo do passado e agora Yahiko e Sano estão lutando. Foi muita emoção e o final do volume foi arrasador. 

Nura #23: Só faltam dois volumes para acabar e estou lendo bem devagar porque sei que sentirei falta. Rikuo está cada vez mais maduro e cheio de planos!


Usagi Drop #1: Tão fofo! Muito legal acompanhar um homem de 30 anos que tem de criar uma criança e 5 anos de repente!

O Cão que guarda as estrelas: Mangá para refletir e chorar. Linda história.


Yu Yu Hakusho #1: Meu queridinho, meu animê favorito! Que volume legal esse primeiro e minhas expectativas estão nas alturas!

Esse mês foi ligeiramente melhor que Setembro, não é? Espero que Novembro supere bastante esse!

Monique Melo